domingo, fevereiro 27, 2011

Volta, chefe Silva, estas perdoado!

Enquanto estava a zappar este Domingo, caí num programa da rtp1, chamado Chefs, com um tal Luís Baena. E achei aquilo tudo muito estranho. O senhor faz uma espécie de salada às bolinhas - parecem ovas, mas é tomate e alface… Faz uma espécie de creme de gema de ovo - tem a textura dos ovos moles mas sabe a… you guessed it! Gema de ovo! E umas migas de bacalhau em forma de pila com folha de ouro em cima. Por baixo, aparecem umas fatias de não se quê. E tempera as bolinhas de salada com vinagrete (where does THAT come from?!)

Não ponho em causa o talento do senhor, nem sequer o sabor do prato (se calhar, até sabe bem). Mas ao mesmo tempo, pergunto-me: por que é que alguém se há-de dar ao trabalho de fazer salada às bolinhas e cozinhar gemas de ovo por mais de uma hora para ficarem com a textura dos ovos moles (e sabor de gema de ovo) e mais uma data de coisas que já não apanhei mas que deviam ser igualmente ridículas? É que eu olhei para o prato e nem sequer fiquei a babar… Não é suposto? Se é para ter esse trabalho todo, é bom que nos dê vontade de comer só de olhar…

Mas gostava de saber quanto é que se paga por esta pila dourada no restaurante onde o senhor trabalha.

1 comentário:

Meio Cheio disse...

Deve-se pagar e bem pago...a comida gourmet não é para babar (senão estraga)...é para olhar com um ar compenetrado...franzir o sobrolho...murmurar um "hummm" de compreensão, tirar uma pequena amostra com um mini garfo e já tá! Por isso é que são pratos gigantes com uma ervilha no meio.
Enfim...
Boa semana =)